Café passado


O café, uma das bebidas mais aromáticas, é feito a partir dos grãos torrados do cafeeiro, planta originária da Etiópia.

Seu nome vem da palavra “qahwa”, que significa “vinho da Arábia”. No Brasil, a planta foi introduzida por volta de 1727. Os efeitos benéficos da bebida para a saúde são reconhecidos a um bom tempo. No século XVIII era prescrevido como remédio nas farmácias. O café é rico em lipídios e sais minerais e é fonte de algumas vitaminas. Se consumido moderadamente, pode auxiliar na prevenção de várias doenças, como o Mal de Parkinson, a depressão, a diabetes e os cálculos biliares. A cafeína presente na bebida estimula a atividade cerebral, a produção de endorfinas, além de melhorar a atenção e a concentração do indivíduo. O café também melhora a oxigenação do sangue, possui propriedades antioxidantes e combate os radicais livres. Aconselha-se o consumo máximo de cinco xícaras de café por dia.

Confira a tabela nutricional do café passado:
Quantidade: 100g
Carboidratos: 0g
Proteínas: 0,12g
Gordura total: 0,02g
Calorias: 1kcal
Vitamina A: 0mcg
Vitamina B6: 0,01mg
Vitamina B12: 0mcg
Vitamina C: 0mg
Vitamina E: 0,01mg
Vitamina K: 0,10mcg
Cálcio: 2mg
Ferro: 0,01mg
Cobre: 0mg
Magnésio: 3mg
Selênio: 0mcg
Potássio: 49mg
Fósforo: 3mg
Sódio: 2mg
Zinco: 0,02mg
Água: 99,39g
Açúcares: 0g
Colesterol: 0mg
Fibra: 0g
Ácidos saturados: 0,01g
Ácidos monossaturados: 0,02g
Ácidos poliinsaturados: 0,01g

Obs.: A informação nutricional de cada alimento pode sofrer alterações de acordo com a safra ou com o processo de industrialização. Os dados aqui apresentados são resumidos e não devem ser considerados como aconselhamento médico. Antes de iniciar um tratamento à base de produtos naturais, consulte o seu médico.

Fontes: www.brasilescola.com.br e www.foodnutritionvalue.com
Correção: Antonia Pereira